Buscar
  • RioConsulting Group

Coronavirus e a Gestão da Produção


Com o Coronavirus, as medidas de distanciamento social e de parada de atividade econômica no Brasil, fez com que a produção das indústrias seja prejudicada. Os líderes dessas empresas precisaram elaborar e efetuar estratégias de contingenciamento para evitar o lucro cessante por um período prolongado de tempo.

O que Vai Mudar nas Cadeias de Suprimentos?

As relações na cadeia de suprimentos entre fornecedores de compradores mudarão com o CORONAVIRUS, relações de saúde e segurança, liberdade de associação e negociação, práticas disciplinares, horário de trabalho e remuneração, não serão mais as mesmas. Tudo já está sendo adaptado a nova realidade e após a pandemia, com previsão de volta às atividades econômicas em junho, em bonsenso e aprendizado com o novo contexto no mundo.

Empresas que possuem cadeias de suprimentos de alta complexidade, precisam reagir rapidamente ao evento coronavirus (COVID-19). Vão ter que inicialmente:

  1. Remodelar seus processos de negócio para contemplar o distanciamento social;

  2. Revisar as estratégias de diversificação mercados, aumento da capacidade, crescimento dos níveis de estoque e alocação de suas operações;

  3. Enxugar os seus processos através de metodologias Lean Manufacturing, Lean Supply ou Lean Office;

  4. Rever o fluxo de caixa da empresa, pois haverá queda brusca de receitas e compromissos já assumidos com fornecedores e bancos;

  5. Investir em automação de negócios e na digitalização de suas operações.

Apesar de a grande maioria das empresas optar pela postura reativa, mobilizando uma grande quantidade de recursos quando as situações ocorrem, vão contabilizar imensos prejuízos por lucro cessante, perda de clientes, perda de produtos, etc.

Ações Imediatas para Diretores de Produção

Listamos algumas recomendação para diretores de produção/industriais tomem de imediato as seguintes ações:

  • Identificar os fornecedores que estão em área de risco de contaminação;

  • Definir medidas de proteção e higiene de todos os colaboradores;

  • Estipular trabalho em homeoffice para os colaboradores do setor adminstrativo, fornecendo recursos para os mesmos operarem de casa;

  • Promover comunicação educativa para esclarecimento da situação;

  • Gerenciar a carteira de clientes de perto, para minimizar o efeito chicote reverso, de cancelamento de pedidos;

  • Gerenciar a cadeia de fornecedores para negociar pagamentos;

  • Iniciar estudo para enxugar a cadeia de valor da empresa, do atendimento até a entrega do produto final;

Desenvolvemos um framwork que ajudará a líderes de empresas a nortear suas ações imediatas para gerenciar a crise:

A pandemia nos ensina a necessidade de planejamento intensivo de sistemas robustos, se possível antifrágil, de monitoramento do negócio e de gestão da crise.

 

As relações entre fornecedores de compradores mudarão com o CORONAVIRUS, relações de saúde e segurança, liberdade de associação e negociação, práticas disciplinares, horário de trabalho e remuneração, não serão mais as mesmas.

 


55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo